Abandonware – ah, esses bons tempos!

Screenshot de Quarantine

Fonte da imagem: http://www.ibiblio.org/GameBytes/issue21/greviews/quaran2.gif

Não sei porque, mas nas últimas semanas, principalmente nos finais de semana, fui tomada de uma nostalgia dos jogos antigos de PC que eu jogava. Bons tempos aqueles, em que era só chegar da escola, almoçar e sair jogando até a mãe me desgrudar do pc e lembrar que tenho que comer e tomar banho, hehehe.

Quem nunca jogou Prince of Persia? Eu até achava esse jogo divertido, mas enjoei rapidamente. Os que me conquistaram de fato foram Doom 2, Quarantine, Red Baron, Full Throttle e Command & Conquer. Claro que joguei muitos outros jogos, mas não me lembro direito mais ou simplesmente não me atraíram. Quarantine era bem interessante, provavelmente é pouco conhecido, mas estava “por acaso” no meu velho 486 (que à época era um dos mais rápidos). Doom 2 fez surgir uma febre de jogos de tiro em 3-D (claro que o precursor é Wolfenstein, se não me engano…) e Quarantine estava entre eles. O diferencial dele é que você dirige um táxi, tem que comprar armas para se livrar da cidade ultra-violenta (o nome é Kemo City) e para ganhar dinheiro, levar passageiros. Se bem que podia atropelar os passageiros… mas aí não ganhava nada hehehe.

A primeira versão de Command & Conquer me introduziu ao mundo da estratégia militar. Tinha ouvido falar de Civilization (mas é por rodadas e, francamente, detesto esse tipo de jogo, de esperar o adversário fazer sua jogada), mas nunca o joguei e nem tinha idéia do que era jogo de estratégia. C&C mudou tudo, e me fez abandonar o mundo dos tiros e ir para o mundo da guerra. Claro que sou meio suspeita, já que curto história militar (culpa do jogo Red Baron, simulador de aviões da Primeira Guerra)…

Esse vício de jogar me trouxe vantagens. Jogando, aprendi e treinei meu inglês, já que na época, a maioria só estava disponível em inglẽs, aprendi muita história (principalmente militar) e até mesmo, umas lições de estratégia (não, não aprendi a resolver tudo na base da “porrada”…).

Agora esses jogos novos estão fora do meu alcance, por enquanto. Sei que é bom atingir o máximo de realismo e fidelidade, mas os requisitos de hardware atuais são absurdos para mim, nem consigo jogar mais Age of Empires 3 (ah, essa série também é muito boa, por sinal) no meu pc. O fato de não conseguir jogar muitos jogos atuais até me ajudou a dissipar o vício de jogar, e só ocasionalmente jogo nos finais de semana. É até bom, porque tem que trabalhar e cuidar da vida, né? =)

Links interessantes (não experimentei ainda, mas me parecem ok):
DOS-box – Possibilita jogar os antigos jogos nas versões de Ruindows, ops, Windows…
Classic Pc Games – Coleção de jogos antigos
Abandonia – Outra coleção de jogos antigos

Anúncios

Sobre giseli

Eu: Engenheira, sedenta por bits e chocólatra assumida. Além de ser fã de IAs, principalmente Wintermute e HAL9000
Esse post foi publicado em Jogos, Variados. Bookmark o link permanente.

7 respostas para Abandonware – ah, esses bons tempos!

  1. giseli disse:

    É bom me avisar mesmo… e férias acho que só em dezembro… 😦

  2. Danilo Egea disse:

    Bons tempos aqueles, duke nukem, doom, quake, eu nao aproveitei muito essa epoca por que cheguei bem no fim dela (sou novinho hein), mas ainda hoje nas horas vagas (quando eu nao estou lendo, namorando, estudando, trabalhando ou estudando ou trabalhando) eu jogo uns das antigas.

  3. Gi, você tem razão, o precursor foi Wolfenstein… e eu joguei muito Wolfe, nossa, ehehehehe… e Doom, Quake, Doom II, Prince of Persia, Full Throttle, The Day of the Tentacle, Indiana Jones and the fate of Atlantis…

    Como você, boa parte do meu inglês adolescente vinha dos games e do computador em geral, tudo em inglês naquela época, né? Foi uma grande ajuda. Hoje em dia eu não jogo mais, focado no trabalho, leituras, amigos, etc… mas de vez em quando dá nostalgia, também. E agora foi um desses momentos! Ótimo post =)

    :***

  4. giseli disse:

    Danilo, está difícil de arrumar tempo agora para jogar? =) Pois é, evite brigas com sua namorada, hehehe.
    Fernando, você era viciado em Wolf? Cuidado quando lançarem a nova versão do jogo, hein! rs (sim, ouvi falar por aí que pretendem lançar outro Wolf, mas vai saber)

  5. Christie disse:

    Alguém chegou a jogar o game pra PC Terror From The Deep? É velho, é tosco, mas é muito legal e viciaaaa!!!

  6. giseli disse:

    Ih, Christie, eu vou admitir que nunca ouvi falar desse jogo… bom, não vou me arriscar a arrumar um vício agora… hehehe

  7. leandro daniel disse:

    voce falando, pareceu relembrar a minha vida, joguei todos esso jogos, o red baron jogo até hoje, e mais ainda os adventures da sierra space quest,larry e por ai afora e os da lucasarts secret of monkey island,sam e max,etcs os so sidmeyer pirates,colonization,… os da broderbund, stunst test drive,gp começo a me lembrar e poderia escrever aqui o dia todo, boms tempos aqueles.
    hoje en dia quando fico nostalgico eu procuro e baixo esses joguinhos que marcaram minha vida e jogo de novo até enjoar,sempre tenho pelo menos uns dez instalados num micro que montei só com as sucatas da empresa onde trabalho e que roda legal esse joguinhos antigos, abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s