Unbibium – mais um na tabela periódica?

Esses dias li uma notícia, deveras interessante. Um grupo de cientistas de uma universidade de Israel diz ter encontrado o elemento mais pesado até o momento. E já tem dois nomes provisórios: ka-thorium e unbibium. Ainda vai ser escolhido um nome definitivo, mas parece que o novo integrante da tabela periódica vai ser chamado temporariamente por um desses nomes. Francamente achei esquisito o nome unbibium. Qual será mesmo que foi o critério que adotaram?

E o que tem de supostamente interessante no novo membro da tabela periódica? Elementos pesados, acima de um certo número atômico – não sei o limite exato – tendem a ser tornarem instáveis e com meia-vida de menos de 1 segundo (só não lembro a ordem de grandeza, algo como milionésimo de segundos – me corrijam se for o caso). E são feitos artificialmente, e aí é que está o destaque, o novo elemento é um elemento pesado e natural! Surpreendente também é sua meia-vida, de aproximadamente 100 milhões de anos. E mais surpreendente (para aumentar meu ceticismo), os caras não falaram nada de radioatividade. E massa 292?

Admito que ainda estou um pouco cética com relação a essa descoberta, vamos aguardar que outros grupos de pesquisas também consigam achar o elemento, para aí sim, dar as boas vindas oficiais ao novo integrante da tabela periódica, de provável número atômico 122. Ou fazer os caras pagarem mico, porque o tal do espectrofotômetro tava desregulado…

Fonte: First Superheavy Element Found in Nature – Slashdot

Anúncios

Sobre giseli

Eu: Engenheira, sedenta por bits e chocólatra assumida. Além de ser fã de IAs, principalmente Wintermute e HAL9000
Esse post foi publicado em Informação, Notícias Variadas e marcado . Guardar link permanente.

10 respostas para Unbibium – mais um na tabela periódica?

  1. henriquewint disse:

    Quando ligarem a máquina de buracos negros humanas eu acho que surgiram outras dezenas de elementos e muitos serão ‘corrigidos’.

  2. Eraldo disse:

    Não é só vc que esta cética em relação a esta descoberta, também me pareceu muito estranha. Física nuclear não é uma caixinha com muitas surpresas para surgir do nada um elemento natural e super pesado sem nenhuma indicação previa de sua existência.
    Mas acho que eles vão pagar mico, de novo:

    “Please note that this is author Amnon Marinov’s fifth claim of discovering a long-lived superheavy element. He claims to have seen a multi-day Z=115 in 1977, long-lived Z=111 in 2007 (two isotopes), and long-lived 210Th and 211Th in 2004. None of these claims were accepted by the community or confirmed by subsequent experiments.”

  3. Jorge disse:

    A existência destas ilhas de estabilidade de elementos trasuranicos foi prevista a muitos anos pela fisica atômica, na Wikipedia existe uma tabela mostrando as previsões já feitas para a descoberta de novos elementos.

  4. giseli disse:

    @Henrique, tomara que corrijam esses “muitos”! 😛

    @Eraldo, pois é… agora com esse background do cara, tudo fica altamente suspeito!

    @Jorge, bom, na teoria né? Agora resta esperar pelas descobertas previstas, bem como outros grupos consequirem reproduzir os resultados do grupo.

  5. Santaum disse:

    Bom, nao sou quimico nem especialista no assunto, mas toda novidade assusta e gera um certo ceticismo. A ciencia e a prova absoluta disso. Ela nao e estatica e e sempre mutavel. Uma verdade hoje pode ser uma mentira amanha e essa mesma mentira pode ser uma verdade depois.

    No entanto, nao deixa de ser uma informacao interessante (peco desculpas pela nao acentuacao. Estou usando o 8.04 e ainda nao configurei meu teclado).

    Bj.

  6. tarsischwald disse:

    Tá na cara que o tal Unbibium é produzido a partir de matéria prima de Palestinos desaparecidos ahahah.. (contagem regressiva para os Sionistas de plantão me atacarem: 5, 4, 3, 2…)

    bj

    T§, casado com a única judia pobre do país

  7. giseli disse:

    @Santaum – atualizou para o novo Ubuntu? Eu fiz, mas tive que voltar… ah, assunto para um post! 🙂 E quanto ao novo elemento, eu acho que é bom confirmarem, já que não é a primeira vez que o chefe lá do grupo diz ter descoberto… por isso o meu ceticismo. Mas ciência é assim né?

    @Társis – aiai, espero que isso aqui não vire um palco de guerra rs.

  8. Santaum disse:

    Atualizei sim. Gostei mais que o 7.10, apesar de ter achado o 7.04 melhor que o 7.10, apesar de ter achado o 8.04 melhor que o 7.04, hehehehehe.

    Ciência é assim. Falando nisso, tava pensando nisso hoje: eu sou um cientista, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (23 letras). Caramba, isso é incrível, hehehehehe (5 hes).

    Bj.

  9. CrazyBoy disse:

    http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=elemento-mais-pesado-ja-conhecido-pode-ter-ocorrencia-natural&id=010160080512

    neste link afirmam que este novo elemento tem uma meia-vida de 100 milhões de anos, parece que este elemento super-pesado foge à regra, sendo um elemento estável.

  10. giseli disse:

    Valeu pelo link, CrazBoy!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s