Bienal do Livro 2008

Esses dias dei um pulo na Bienal do Livro em São Paulo e gostaria de fazer alguns comentários a respeito. Primeiro as críticas, depois os elogios 🙂

Tinha vários stands com livros preços convidativos, mas infelizmente esses eram poucos, quase tudo lá estava absurdamente caro para uma feira! Não sei se é pão-durice das editoras, mas elas perderam oportunidades de fisgar os leitores… além do preço da comida da praça de alimentação e do estacionamento (não tenho carro, mas ouvi muitas reclamações a respeito). Se bem que acho que esse tipo de preço de comida e estacionamento sejam uma constante em eventos.

Outra coisa que achei ruim lá é a profusão de stands com livros de auto-ajuda e outros tipos de qualidade duvidosa… Quando árvores são derrubadas para fazer esses tipos de livros, realmente acho um desperdício.

Agora, a parte boa, para quem ainda for lá, sugiro uma visita ao stand da editora Paisagem. Lá tem vários livros de arte a preços excelentes! Os livros de arte (desenhos e pinturas de vários artistas) tanto da Taschen como da Paisagem valem a pedida. Eu comprei dois, um do artista holandês Escher e outro do Dalí. Hum, isso me faz lembrar que preciso falar um pouco sobre Escher em algum post futuro. 😀

Livros de arte da ed. Paisagem

Livros de arte da ed. Paisagem

Outra dica é o stand da Associação das Editoras Universitárias. Lá tem todos os tipos de livros acadêmicos da Edusp, Unicamp, entre outros. Essas editoras também têm títulos para leigos, como um sobre as partículas elementares. Tinha um livro sobre história da matemática que me fisgou, e não pude resistir à compra…

Para quem adora mapas e globos, tem o stand da Libreria. É um paraíso! Saí de lá com essa esfera celeste abaixo…

Minhas aquisições

Minhas aquisições

Lá na ed. Madras vi esses dois caras:

Cavaleiros da Idade Média

Cavaleiros da Idade Média

E lá no stand da Panini, tinha alguém que era a maior atração dos pirralhos das crianças:

Hulk

Hulk

Dois últimos pontos: para quem curte FC, dê um pulo na Ed. Aleph e veja a programação de sessões de autógrafos, todo dia sempre tem uma.

Valeu a pena? Digo que sim, porque as coisas que comprei, muito provavelmente teriam preços maiores se fossem por outros meios. Agora, ir lá é uma boa? Na minha humilde opinião, tem pouca coisa a descontos razoáveis lá e se você sabe muito bem o que quer, vale dar uma pesquisada antes online. Às vezes, os sites online são mais baratos que os livros lá da Bienal…

Anúncios

Sobre giseli

Eu: Engenheira, sedenta por bits e chocólatra assumida. Além de ser fã de IAs, principalmente Wintermute e HAL9000
Esse post foi publicado em Livros e marcado . Guardar link permanente.

6 respostas para Bienal do Livro 2008

  1. O lance da Bienal é que tem que ter paciência, andar a feira toda, anotar, pesquisar, conversar… eu tou conseguindo descontos acima de 30% em várias coisas por isso 😀

    Mas gostei do post e acho que o povo reclama demais. Estacionamento e comida em eventos SEMPRE foram caros, ainda mais em SP que é a cidade do estacionamento caro por excelência. E, se o povo quer livro quase de graça, pode ir na feira da USP, ué. 🙂

    :***

  2. giseli disse:

    Pois é, Fernando, o segredo para qualquer feira é isso que tu falou, muita paciência e papo rs. Mas nem sempre achamos os descontos porque tem lugares “escondidos” e só com sorte para achá-los mesmo. Ou esquadrinhar stand por stand, o que é uma tarefa hercúlea, não?
    Estacionamento é sempre caro e é um dos motivos de eu não ter carro.

  3. Cleide disse:

    Particularmente, gostei da feira, fui no penultimo dia e tinha livros com ótimos preços, até com 30% de desconto. O que nao gostei foi do atendimento no credenciamento, tinha um pessoal
    mal preparado para o evento,deixando a desejar num evento tão especial e grandioso que sempre foi.Sou professora extracurricular e a “atendente” nao sabia sequer o que quer dizer!!! Me disse que nao estava escrito “professora” em meu holerite, pelo visto, ela nao cursou escola alguma,chamando ainda uma “suposta supervisora”, com nenhuma informação e muito menos capacidade para tal cargo, mal educada, impaciente,(talvez por estar no fim do dia de uma sáb a tarde???)tb nao sabia o que era um funcionário extracurricular,confirmando mais uma vez minha indignação. Enfim,foi um transtorno, nao pelo dinheiro, já que a entrada estava bem acessivel, mas simplesmente por eu ter benificio de entrada gratuita e nao poder utilizá-lo por falta de competência de uma atendente e de respectiva supervisora. Espero que no próximo ano, tal equipe seja preparada antecipadamente, nao dificultando assim nosso acesso a um lugar tão especial que reune tantos mestres e sábios, e que estes,sirvam de exemplo para as pessoas que lá estiveram!
    Valeu galera! Fica aqui meu descontentamento e espero que não tenham passado pelo mesmo constrangimento!

  4. Poxa, só de estar no meio de tantos livros já me deixaria alegre, comprando ou não =D

  5. Santaum disse:

    Legal Giseli. Legal.

    A editora da Unicamp é muito boa. Para quem é estudante, os descontos chegam a 30% em qualquer época do ano.

  6. GIOVANNI DE PAULO disse:

    Obrigado!

    Usei http://www.livreexpressao.com.br para tentar publicar um livro de minha autoria.

    Grato.

    Giovanni de Paulo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s