A máquina de Shannon

Terminei de ler recentemente o livro “Decoding the Universe”, de Charles Seife. É um livro muito bacana sobre teoria da informação e como ela se relaciona com a termodinâmica, com a relatividade e com a física quântica, chegando à informação quântica. Em linguagem bem acessível 🙂

Nesse livro fiquei sabendo de um engenho bem-humorado idealizado pelo matemático Claude Shannon, considerado o pai da teoria de informação. Esse engenho se chama “The ultimate machine” e era basicamente uma caixa onde você mexia no interruptor para ligá-la e uma “mão” emergia da caixa para desligá-la. Nas palavras (aproximadas) do escritor Arthur Clarke, “tem algo de sinistro numa máquina que não faz absolutamente nada, exceto desligar-se”. Você pode ver o vídeo de um desses engenhos em ação:

Se você quiser construir sua própria “Ultimate machine”, tente aqui.

Sinistro? Divertido? Você que decide 🙂

Anúncios

Sobre giseli

Eu: Engenheira, sedenta por bits e chocólatra assumida. Além de ser fã de IAs, principalmente Wintermute e HAL9000
Esse post foi publicado em Computação. Bookmark o link permanente.

2 respostas para A máquina de Shannon

  1. Thiago disse:

    Oi guria.
    Tava procurando sobre assuntos do meu mestrado e encontrei teu blog.
    Sou engenheiro e fã de inteligência artificial. Faço mestrado em bioinformática.
    Tu é praticamente minha versão feminina! HAEUIHAEUI Que bom que os opostos é que se atraem, ou eu estaria apaixonado.

    Tu tem facebook ou twitter(de preferencia facebook) pra gnt trocar idéias?
    Um beijo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s